Meu Emagrecimento

LilySlim Weight charts

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

A escolha do obstetra

Olha, eu até achei que tinha exagerado e cheguei a comentar aqui... pois bem, na verdade, eu não exagerei. Fiz o certo. Não gostei da primeira, vou tentar uma segunda. E continuarei tentando, se a GO de semana que vem não for A GO.

Aqui está uma reportagem tirada da Crescer. Muito bom!

A escolha do obstetra que vai acompanhar sua gravidez

Eles somam mais de 30 mil no país. Só por isso, escolher um obstetra já é um trabalho árduo. Como é preciso levar em conta que a gravidez é uma das experiências mais importantes na vida do casal, que a saúde da mãe e do bebê dependerá dele e um erro pode deixar grandes traumas, a dificuldade da escolha aumenta ainda mais. Geralmente, quem procura um obstetra é a mulher que engravida pela primeira vez e não tem um ginecologista fixo. Caso tenha, pode ser que ele não atue como obstetra — ou não tenha a qualificação desejável. Há também pacientes que querem um novo médico porque o anterior não corresponde mais às suas necessidades. Seja qual for o motivo, o objetivo é encontrar o profissional que reúna o maior número de qualidades consideradas essenciais pela futura mãe — e isso requer uma boa pesquisa. A verdade é que, excluindo-se os requisitos obrigatórios — ser formado em medicina com especialização em obstetrícia —, não há regras para saber quem é qualificado e quem não é. Também estão em jogo aspectos subjetivos. “Um médico que se preocupa com a vida pessoal da paciente pode ser ótimo para uns e intrometido para outros”, exemplifica o obstetra Abner Lobão Neto. O que conta é mesmo o conjunto de fatores.
Não se intimide
Para discernir, primeiro é preciso não temer a condição de especialista dos médicos. É claro que eles têm muito conhecimento. Nem por isso devem deixar de responder a todas as perguntas ou ser questionados em suas decisões. “Trata-se de um serviço, e deve ser pesquisado como tal. Não se deve ter vergonha de pesquisar sobre o médico”, alerta a enfermeira obstétrica Dóris Ammann Saad. Em segundo lugar, é preciso ter clareza do que vocês desejam (desejam, no plural, porque é importante que o pai da criança também registre suas opiniões). Preferências sobre o tipo de parto, por exemplo, são fundamentais para orientar a escolha. Para ajudar sua pesquisa, CRESCER elaborou uma lista de itens que você deve analisar para tornar mais fácil a busca pelo melhor profissional. Confira quais são e boa escolha!
O plano de saúde cobre
O primeiro desejo de uma grávida é ter um médico que atenda pelo seu plano de saúde. Você pode optar por um profissional na lista do convênio e verificar se ele é bom. Mas o ideal, segundo o obstetra Jacob Arkader, é ter alguma referência. “Pode ser a indicação de outro médico, como o dentista ou o dermatologista”, sugere. Marque quantas consultas forem necessárias até encontrar o médico que lhe agrade.
O plano de saúde não cobre
Se você não tem um convênio ou prefere usar o reembolso para ampliar as opções, vale o critério da indicação. Mas outro quesito passa a ser importante: o preço. E o mercado dita as regras. Quanto mais o médico oferece — sofisticação da aparelhagem, número de funcionárias, boa formação —, mais caro custa. O que não garante a qualidade. Negocie: divida o pagamento, peça um prazo maior para saldar a dívida, faça pacotes.
Homem ou mulher
Há grávidas que querem ser tratadas por mulheres porque acham que elas as entenderão melhor, ou porque os maridos pedem isso. Outras pacientes acreditam que os homens, por não conhecerem as dores femininas, serão mais respeitosos. O que vale é se sentir bem. “Sempre achei as mulheres mais sensíveis. Quando engravidei, escolhi uma obstetra, mas observei que ela era muito bruta e masculinizada. Mudei para outra, mais delicada. Nas complicações que tive no parto, ela ficou ao meu lado. Foi como se eu estivesse com a minha mãe”, conta a advogada Fernanda Fenerich.
O tipo de pré-natal e de parto
Logo na primeira consulta, diga tudo o que deseja em seu pré-natal e no parto. Se conversarem sobre isso depois, você corre o risco de mudar seus desejos só por conta do vínculo afetivo que já estabeleceu com o médico, e isso não é bom. O obstetra também terá oportunidade de dizer como faz seu trabalho. As expectativas têm de casar. E a experiência do médico também. Não adianta querer um parto em casa com um profissional que nunca fez isso. Já a cesárea é considerada uma cirurgia de médio porte, que envolve riscos e só deve ser feita em casos necessários. Um obstetra realmente qualificado alertará você sobre isso, pois sabe dos perigos envolvidos. Mas fique atenta. “Muitos médicos dizem que fazem parto normal, mas inventam algum motivo para a cesárea depois. Você pode investigar um pouco na própria sala de espera do consultório, conversando com a secretária e com outras pacientes para ter uma idéia da quantidade de cesáreas que ele faz”, diz a doula Ana Cristina Duarte.
O santo bateu
Se não houver empatia entre a mulher e o médico, tudo cai por terra. Às vezes você não gosta do bigode dele ou da atmosfera do consultório. Tudo é válido e deve ser levado em conta. A regra é simples: você tem de gostar dele. E confiar também. Em caso de emergência, o casal não terá cabeça nem tempo para ficar questionando as decisões do obstetra.
Boletim acadêmico
Converse sobre a formação e a carreira do médico, com ele mesmo e também com a secretária e outras gestantes. Ser ligado a alguma faculdade, por exemplo, indica que o médico se atualiza constantemente. Pesquisar seu nome na Internet pode mostrar também se ele participa de congressos, dá aulas ou palestras. É claro que existem ótimos médicos que se atualizam por outros meios, mas essa é uma ferramenta a mais de pesquisa.
Divã obstétrico
O bom médico sabe também ouvir sua paciente. Ele vai diagnosticar considerando o contexto e não apenas um sintoma. “Por isso, uma boa consulta tem de durar no mínimo 40 minutos. E a primeira demora muito mais, pois os dois estão se conhecendo ou, no caso de paciente antiga, modificando a relação”, diz o obstetra Abner. O profissional tem de estar disposto a responder a todas as dúvidas e explicá-las em linguagem clara. Deve, ainda, estar acessível 24 horas por dia, pelo bip, celular ou telefone de casa, e retornar as ligações o mais rápido possível.
Mil e um aparelhos
O equipamento básico de um obstetra, além dos instrumentos normais de um ginecologista, é o sonar, que capta os batimentos cardíacos do bebê. Dispor de ultrasom não acrescenta muito. “Um bom obstetra sabe como está a mulher ouvindo seus sintomas, medindo o abdômen, apalpando o útero, verificando peso e sinais no corpo, e ouvindo os batimentos do feto”, explica Ana Cristina. “O aparelho só serve para confirmar diagnósticos e verificar a posição do feto”, concorda o obstetra Abner. “Mas as mulheres gostam de ver o bebê nas consultas”, brinca. Mas atenção: exames de ultra-som, como o morfológico feito na 20ª semana, devem ser feitos por outro profissional. “O vínculo entre obstetra e paciente pode interferir na interpretação”, diz Abner.
Atendimento na maternidade
Cada obstetra tem os hospitais em que prefere trabalhar. Se você gosta da maternidade que está na lista dele, ótimo, pois o médico já conhece a estrutura e os profissionais do hospital e terá seu trabalho facilitado. Caso contrário, aponte suas preferências para chegarem a um denominador comum.
O companheiro aprova
O principal é a mulher se sentir à vontade e cuidada, mas o companheiro também deve participar da escolha. Além de tirar as próprias dúvidas — o que deixará a relação do casal muito mais tranqüila —, ele também ajudará a checar a qualidade do profissional.
Segunda opinião? Tudo bem
A gestação é um período delicado, que pode envolver riscos. Por isso, nunca é demais, em casos de dúvida, ouvir uma segunda opinião. Você tem o direito de consultar outros médicos, caso se sinta insegura ou não entenda o que está sendo feito. Um bom médico, além de ter maturidade para aceitar isso, também pede opiniões a outros colegas. Eles somam mais de 30 mil no país. Só por isso, escolher um obstetra já é um trabalho árduo. Como é preciso levar em conta que a gravidez é uma das experiências mais importantes na vida do casal, que a saúde da mãe e do bebê dependerá dele e um erro pode deixar grandes traumas, a dificuldade da escolha aumenta ainda mais. Geralmente, quem procura um obstetra é a mulher que engravida pela primeira vez e não tem um ginecologista fixo. Caso tenha, pode ser que ele não atue como obstetra — ou não tenha a qualificação desejável. Há também pacientes que querem um novo médico porque o anterior não corresponde mais às suas necessidades. Seja qual for o motivo, o objetivo é encontrar o profissional que reúna o maior número de qualidades consideradas essenciais pela futura mãe — e isso requer uma boa pesquisa.

A verdade é que, excluindo-se os requisitos obrigatórios — ser formado em medicina com especialização em obstetrícia —, não há regras para saber quem é qualificado e quem não é. Também estão em jogo aspectos subjetivos. “Um médico que se preocupa com a vida pessoal da paciente pode ser ótimo para uns e intrometido para outros”, exemplifica o obstetra Abner Lobão Neto. O que conta é mesmo o conjunto de fatores.

Bom, amores. Não podia deixar de compartilhar isso com vcs, né?! Quanto ao meu mal estar, já passou... pelo menos, a pior parte. Minha amiga médica achou mais prudente eu permanecer em casa esses dias para me recuperar bem, e eu tô seguindo o conselho dela. Não é fácil, mas tô de molho. Não fui ao ballet essa semana e confesso, me faz muuuuuuuuuita falta.

Quanto ao Angel Sounds, nem sinal...buaaaaaa. Só me resta esperar. E quanto às eleiçoes, eu não poderia deixar de falar: cuidado, amores. Cuidado em quem vcs vão votar. A lei do aborto e as leis a respeito do homossexualismo não são as únicas coisas que devem nos dirigir, mas, quem apoia essas coisas, apoia o caos no mundo. Então, cuidado, ok?!

Bjsss.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Passando mal...

Genteeee,

A cebola me fez mais mal do que eu imaginei... aquela dor de cabeça se transformou numa mega enxaqueca que não me deixou dormir. Ontem, passei o dia todo ruim e a pressão caiu pra 9x6... nem fui trabalhar.

Hj consegui dormir um pouco, mas ainda não pra ir trabalhar. Assim que acordei, fui num laboratório aqui perto fazer o restante de exames que estavam pendentes, pois quero levá-los a consulta de semana que vem. Comecei a fazer compressas geladas na cabeça e agora à tarde, melhorei um pouco... acho que amanhã já vou conseguir voltar à rotina.

A foto da barriguinha de 12 semanas está ai, do lado esquerdo dos posts. A diferença é pequena pra quem vê, mas pras minhas roupas..rsrsrs.

Bom, não posso ficar muito tempo, pois ainda tô me recuperando. Tô fazendo minhas visitinhas e ficando muito feliz com os comentários e as novas amizades que tenho feito.
Bjsss e até.

domingo, 26 de setembro de 2010

Finalmente, 12 semanas!!!

...finalmente, chegamos às 12 semanas... e a ansiedade continua, pois faltam 13 dias para a próxima US....rsrs.
Mesmo assim, tô super feliz. Continuo com enjoos (que eu espero que passem logo), tive tontura ontem (dizem que é normal nessa semana, pelo aumento de volume sanguíneo) e hj, confirmei que tô com intolerância a cebola. Comi na hora do almoço um vinagrete e tô até agora com a cebola entalada no estômago e uma dorzinha chaaaata na cabeça... aff. Não como mais...
E quem quiser saber mais sobre as 12 semanas, pode passar no blog da Jack (uma verdadeira aula sobre as 12 semanas...rsrs): http://odespertardeumanjo.blogspot.com/2010/09/cerca-de-10-semanas-apos-concepcao-seu.html

Minha barringuinha (e gordurinhas) está aumentando e se continuar nesse ritmo, vou ter que comprar roupas novas, antes do que eu queria. Estamos vendo a questão do apartamento.. novas idéias, outros planos e eu tô tentando esperar ao máximo pra comprar outras roupas... (ok. comprei o Angels Sounds - mas era uma necessidade!). O problema é que tudo parece difícil, mas no fundo temos certeza de que Deus vai nos orientar da melhor forma possível.

No trabalho tô na maior correria, pois é fechamento de folha e as coisas ficam uma loucura, por isso, talvez fique difícil de passar por aqui, na blogsfera.... mas, vou sobreviver.
Tô na maior ansiedade à espera do Angel Sounds e também já comecei a conversar com o baby para ele arreganhar beeeeeem as pernocas na hora do exame, pq mamãe precisa saber se é um menininho ou uma menininha. Espero que ele (a) seja obediente...rsrs.

Prometo que vou tirar a foto das 12 semanas e postar aqui até amanhã. No mais, no tempinho que tiver faço as visitinhas de sempre e passo aqui pra dar notícias.
Bjsss

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Podem me chamar de doida...

Olha, eu tentei mas não aguentei... tive que comprar o Angel Sounds...

Para quem não conhece é um doppler (tipo de ultrasson sem imagem) que vc usa em casa, quando quiser, para escutar o coração do bebê... na verdade, dá pra escutar os soluços, as brincadeiras dele dentro do útero, enfim, algo interessante e nem tão caro. E o melhor: vc pode gravar as batidas do coração do seu baby pra escutar onde quiser ou então, gravar as batidas do seu coração, para tocar para o bebê depois que ele nascer e assim, acalmá-lo. Geralmente, recomendam utilizar a partir das 20 semanas, mas algumas amigas conseguiram ouvir o coração do baby com 12, 13 semanas.

O meu, comprei na cor verde com branco, mas existe o rosa e o azul tb. Vem 1 doppler com saída para 2 fones de ouvido; 1 cabo para gravação; 1 fone de ouvido e 1 bateria.

O meu comprei aqui:

O vendedor é super atencioso e muito bem recomendado. Comprei por volta das 10h e meia hora depois ele já havia enviado o pedido para postagem nos correios (ele faz isso para compras efetuadas até as 11h). Vale a pena. Dica: compre pelo MercadoPago - assim vc corre menos riscos, caso dê algum problema, ok?! Se alguém quiser comprar e tiver dúvidas, pode deixar um comentário que eu ajudo.
Bom, é isso. Foi a minha maluquice do dia... espero que funcione e que meu marido pegue leve na bronca, pois vou fazer uma surpresa pra ele...rs.

Bjsss.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Adeus faculllllll......buáaaaa

Ontem, fui a facul para tirarmos as fotos da formatura... gente, deu um aperto no peito, eu confesso. Sei que tá cedo, que ainda falta 2 meses para a formatura propriamente dita, mas faz falta não ver o pessoal todo o dia, cada um diferente do outro, cada um com suas manias... ontem, eu matei a saudade e quero muito mesmo poder fazer um encontro pelo menos de 5 em 5 anos da turma... tomara que eu consiga.

Bom, finalmente chegamos às 11 semanas e segundo meu boletim do Bebê.com, meu filhote já soluça... é mole?! Pena que ainda não dá pra sentir...

Agora faltam 16 dias para ver o baby de novo e estou me roendo por dentro.. quero que os dias passem que nem furacão... e tô torcendo muuuuuuuuuuuuiiiiiiiiiiiiiiiiito para ver o sexo, ou pelo menos, ter uma noção (a famosa porcentagem) hehe.
Continuo com muita vontade de tomar Quick morango - mas tenho que comprar mais leite - e a vontade de comer - pasmem! - feijão com farinha e ovo frito não sai da minha cabeça... ô vida!! Os enjoos persistem e parecem até mais fortes que antes.. mas pelo menos tô chegando nas 12 semanas e eu espero, que isso acabe.
Bom, por agora é só. Té mais tarde.

sábado, 18 de setembro de 2010

Progesteronaaaaa

Bom, tô vindo aqui apenas para tranquilizar vcs e dizer que já tô me sentindo melhor... uma amiga minha disse ontem: "Amiga, sabe pq vc tá assim?? Eu sei... chama-se progesterona...rs." Ela tem razão, eu sei disso tb, mas quando a deprê vem, a gente apenas sente, não raciocina.

Hj li o post da minha amiga de blog Júlia, falando que tá chorando à toa... é isso, gente, não tem jeito... a bendita progesterona está apenas começando a brincar com a gente... tem muuuuuuuitos meses pela frente...rsrs.

Bom, tb queria dizer que ontem, ao sair do trabalho, comprei o Quik (que agora se chama Nesquik) e confesso, que achei que não fosse tomar, que era apenas uma invenção da minha cabeça. Mas hj pela manhã, quando eu misturei aquela coisa rosa no leite e senti aquele cheirinho, gente, foi demaissss. Não resisti, tomei 3 copos durante o dia. E é estranho, pq eu nem era tão chegada assim em Quik, ainda mais de morango... mas né que a sensação de bem estar foi maior do que eu esperava?!! Pois é, acho que tô até preferindo o Quik do que o Toddy... loucura, né?!!

É isso. Podem ficar tranquilas que tô no meu normal de novo. Bjsss e até.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Sessão Nostalgia...

Bom, hoje acordei ainda mais deprê.... tive pesadelos, sonhos esquisitos... foi o ó. Então, resolvi fazer uma sessão nostalgia hoje... quem se lembra??!!

Desenhos e Programas: Muitos desenhos e programas me marcaram e me dão saudade... aqui está alguns deles, mas existem outros... pena que não voltam mais.
Material Escolar: Eu fiz a festa... e a dor de cabeça dos meus pais no início de cada ano...rsrs. Algumas coisas eram simples, outras super tecnológicas para a época... pena que muita coisa se foi....
Guloseimas: Essas eu não esqueço... ainda tem um tantão mais... mas essas foi a que lembrei por hora.... ainda bem, que nem tudo desapareceu...

Brinquedos: Meus pais não tinham muitas condições... não dava pra comprar tudo o que eu e meu irmão queríamos.... mas esse brinquedo eu lembro com muita paixão, pq meus pais se esforçaram e conseguiram me dar de presente o Lar e Escritório da Barbie... o mais engraçado é que eu não tinha nenhuma Barbie, nem nunca tive..rsrs. Mesmo assim, foi um presente que eu nunca me esqueci.

Bom, até que eu me animei um cadinho... e agora deu até vontade de tomar um Quik morango bem geladinho.... vou passar no supermercado e tratar logo de aplacar essa vontade...rsrs.

Bjsss e obrigada por ouvirem essa chata de galocha...rsrs.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Aiai....


Então, graças a Deus consegui regular o intestino e vou ficar de olho nele pra ele não pirar de novo...rs.

Meninas, agradeço os recadinhos. Tenho certeza que Deus vai abençoar toda essa gestação e a compra do apartamento... mas é que as vezes não consigo evitar esses pensamentos e dúvidas...

Bom, hoje não trabalhei. Almocei na casa da mamãe e tive a reunião do Cartório Eleitoral, pois serei mesária (e com isso, terei 4 folgas, até agora). Ontem meu dia foi tranquilo. Tive a aula de ballet à noite e fizemos muuuuito alongamento. Só que eu tô estranha... não sei o que é, não consigo descobrir. Acho que tô me sentindo "grávida", grávida mesmo, sabe?! Com todos os sentimentos tumultuados.

Tô feliz com a gravidez; mas tô preocupada com o apto, com o peso, tô cansada, sonolenta, enjoada... meu esposo tá sendo um amor, mesmo eu não dando toda a atenção que ele merece; tô precisando cuidar de mim... sei lá, acho que a palavra que resume é entediada. Queria fazer algo diferente, algo que, tipo, me alegrasse. Alguém tem uma sugestão??! Que não envolva dinheiro, pq esse tá passando longe de mim...rsrs.

Amanhã o dia é normal... os problemas do trabalho e todas as questões burocráticas e emocionais dele vão vir me chatear ainda mais... mas eu tenho que trabalhar, né?! Num tem jeito...

Mas se alguém tiver uma boa sugestão pra fazer meu final de semana mais feliz, agradeço. Sei que isso acontece com todas as grávidas em algum momento, pq já li isso em muitos blogs... mas quero que passe logo, saber?!

Bom, bjsss. Até a próxima.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

10 semanas e muito amor


Olha, desculpem a demora do post, mas é que a vida tá uma correria....

O bebê tá bem, tá crescendo - a barriga tá começando a aparecer pra valer. Os enjoos diminuiram beeeemmm, mas o sono parece que aumentou. A dor nos seios tb quase não existe, mas agora tá coçando que é uma beleza... O pior é a prisão de ventre (ou constipação) que se instalou dentro de mim: tomei iogurte, granola, comi milho (que sempre funcionou bem comigo), água e nada. Hoje pedi ao maridão pra comprar um mamão e iogurte de ameixa, pra eu bater tudo junto e botar pra dentro. Espero que funcione, pois já tive trombose hemorroidária há 9 anos e não tô afim de ter de novo (trombose hemorroidária é quando a veia do fufú forma um caroço - tive dois ao mesmo tempo e por serem grandes tive que fazer cirurgia - foi teenso).

Bom, completei 10 semanas ontem e estou super feliz. Confesso que fiquei com um sentimento um pouco esquisito esses dias, talvez por causa do aborto que ocorreu com essa idade gestacional. Mas eu sei que Deus tem cuidado de mim e cuidado do nosso filhote. Sei que ele(a) está crescendo e se desenvolvendo do jeito que tem que ser. Também já marquei a próxima ultra dia 08/10. Não vejo a hora de chegar esse dia para vê-lo de novo. Também marquei uma outra GO pra esse mesmo dia. Espero que ela seja boa e satisfaça meus desejos...rs.

A gente ainda tá na procura de um apartamento e nessa situação, nem posso planejar o quartinho - tenho minhas idéias bem formadas, mas não posso colocar em prática, sabe?! Eu fico pensando, como é difícil não ser rico... dinheiro não é tudo e não compra felicidade, mas compraria um bom apartamento e o quartinho perfeito pro filhote. Por enquanto só posso ir separando as idéias e esperar em Deus que no momento certo, Ele vai nos mostrar o nosso lar, o apartamento que Ele separou para nossa família. Orar é tudo o que posso fazer e procurar tb, né?! Não deixo de olhar as ofertas nas imobiliárias, mas a verdade é que os corretores não se interessam por quem não tem dindin pra dar.

Bem, acho que é isso. Tô com tanto sono, tanto que poderia dormir aqui mesmo, em cima do teclado...rsrs. O pior é que ainda faltam 2 horas pra eu sair do trabalho e hoje tem aula de ballet e reunião do TCC na facul. Tô lascada!!

Bjsss e até a próxima.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Uma decepção!


Ontem fui à medica indicada por uma amiga da net. Infelizmente, foi péssimo.

Ela não me examinou, não aferiu a pressão, não me pesou e ficou o tempo todo falando da minha alimentação. Poxa!! Isso eu sei, oras. O que eu queria é que ela fosse entusiasmada, doce e que fizesse o que eu não posso fazer, que é me consultar. Cuidar da alimentação é por minha conta, mas ver a pressão arterial, olhar meu peso e falar para não engordar, ver como está o crescimento dos seios e da barriga era o mínimo que eu esperava e ela nada. Não vou falar o nome da dita cuja (a não ser que alguém queira saber, me pergunte por e-mail), mas eu não volto lá, nunca mais. Ela me passou uns remedinhos para enjoo, outros exames de sangue que faltaram na primeira leva e a ultrasson TN e osso nasal, que quero fazer com 13 semanas. Mas só isso.

Não gostei!! Não gostei mesmo!! E continuo sem GO por enquanto. Vamos ver se a outra que marquei pra outubro dá certo. Sai de lá achando que eu era exigente demais, fiquei me martirizando por isso, até que resolvi olhar na net o que se deve esperar da primeira consulta pré-natal.. e né que eu tava certa???!!!

Consegui um manual do Ministério da Saúde - Governo Federal, falando sobre o que se deve esperar do pré-natal. Quem quiser, é só clicar aqui.

No fim, só me resta me cuidar e esperar a próxima candidata a minha GO.... que seja melhor (bem melhor) que a primeira...rsrs.

Inté.

domingo, 5 de setembro de 2010

Meu bebê: a música da minha vida!


Gente!!!!!

Desculpa a demora, mas é que as coisas foram tão maravilhosas, tão lindas, que fiquei meio fora do ar por um tempo...rsrs. Mas tô de volta!!

Na quinta à noite, cheguei muito cansada, exausta e estressada por causa do meu serviço... decidi então, tomar um bom banho, com calma e ouvir música clássica. Relaxei bastante e pude sentir que o bebê tb tava bem. A ansiedade era muita, isso é verdade, mas eu tava tentando me acalmar e confiar que tudo o que Deus faz é perfeito.

Na manhã de sexta, acordamos, tomamos café e saímos para a clínica na Capital. Foi 1 hora e 10 minutos de viagem e de muito louvor ao Senhor. Nós não sabíamos o que aconteceria, mas confiamos que Deus faz o que é melhor e que tudo daria certo. Chegamos na clínica, preenchemos a ficha e aguardamos uns 20 minutos. A médica, dra. Rubienne - um anjo em forma de gente - nos chamou e muito simpática e atenciosa, perguntou se era nosso primeiro filho e expliquei a questão do aborto, coisa e tal. Ela nos tranquilizou e disse que tudo daria certo.

Bom, com 8 semanas e 5 dias de gestação, eu esperava ver pelo menos aquele desenho de girino característico, só a cabecinha e um rabo...rsrs, mas o que mais esperava era ouvir o coração. Entrei no banheiro, coloquei a camisolinha e fui pra maca. Deitei e fechei os olhos... sim, porque bem na minha frente tava uma tv de lcd, de umas 20" e eu fiquei com medo do que viria pela frente. Meu esposo sentou num sofá ao meu lado e não tirou os olhos daquele monitor...rsrs.

A médica olhou pra mim e disse: "Calma, que eu vou explicando tudo" e sorriu. Eu continuei com os olhos fechados... mas acabei abrindo um dos olhos e vi o saco gestacional enoooorme e quando ela mexeu o aparelho de relance, deu pra ver que tinha algo dentro. Ai, eu abri os dois olhos. E foi lindo!!!! Ela aproximou a imagem e lá tava meu bebê, lindo, perfeito, e mostrou seu coraçãozinho batendo a 174 bpm. Chorei!! Chorei de emoção e não conseguia pensar em outra coisa, senão agradecer a Deus. Como foi lindo aquele momento... até achei que ia me segurar, mas ao ver e ouvir o coraçãozinho, me soltei....

Logo o choro deu lugar a sorrisos, pois a médica mostrou que nosso baby tava bem formardinho: tinha cabecinha, o início dos bracinhos e perninhas, mas, o mais importante: ele (ou ela) tava se mexendo... isso mesmo: meu bebê tava se mexendo pra mim. Não me canso de olhar o vídeo e conversar com ele. Mamãe acabou prometendo que, por ele (ou ela) ter se mexido, ia ganhar um presente (já tô mal acostumando a criança, aiaiai..rs). Depois de tanta felicidade e alegria - sai da clínica em extase - fomos almoçar na casa da vovó paterna..rs. Dilícia de almoço!! Depois, voltamos para Guarapari e fomos mostrar o vídeo para meus pais: dois bobos..rsrsrs.

Enfim, depois contamos à amigos, mostramos o vídeo, comemos, sorrimos, choramos de novo (porque as lágrimas insistem em rolar??!!) e estamos muito felizes e realizados. Sei que tem muita coisa pela frente, mas eu creio que a fidelidade do Senhor é completa e esse bebezão estará perfeito em toda sua formação.

Ah! Uma coisa que me deixou encucada: pela US meu bebê está exatamente com a idade gestacional da DUM. Isso mesmo!! Está com 21 mm, 8 semanas e 5 dias certinho... quer dizer, hoje, domingo, 9 semanas certinhas.

Aqui está o vídeo da US que essa mãe babona e bobona editou. Espero que gostem:

Bom, é isso. Me desculpem a demora, mas eu ainda tô nas nuvens...rsrsrs. É maravilhoso ver o poder de Deus na criação que Ele molda com as próprias mãos, ainda em nosso ventre. Só posso dizer: Senhor, te amo de todo coração, de toda minha alma, com toda minha força e com todo o meu entendimento. Tu somente És Deus!!!"

Bjsss

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Amanhã: o grande dia!!

É, finalmente, o tempo passou e amanhã é a minha vez de ver nosso bebê. Não vejo a hora de ver ele lá dentro, com aquele coração pulsante na tela, e seu tamanhinho de feijão..rs. Aguenta coração!!!

Olha, eu não vim a blog esses dias, porque o negócio no trabalho pegou...teeeennnsooooo mesmo. Fiquei nervosa, irritada, um monte de pepino, abacaxi pra resolver... enfim, foi o ó!

Mas cheguei em casa hoje, liguei o som, coloquei um cd de música clássica, tomei um banho bem demorado, relaxei um bocado e tô esperando o maridão chegar da igreja. Senti umas colicazinhas hoje à tardinha e até fiquei preocupada, mas parece que tá tudo bem agora.

Bom, só passei mesmo pra dar notícias. Amanhã venho contar como foi tudo e se possível, postar a fotinha do bebê.

Bjsss

Minhas Visitas